• Cirurgia
  • Por Victor Pochat
  • 23 de maio de 2018
  • 1
  • 0

Como o próprio nome indica a lipoescultura é um procedimento estético que utiliza a lipoaspiração e a lipoenxertia para esculpir o corpo. E como funciona? O excesso de gordura é eliminado pela lipoaspiração de determinada região do corpo e é transposto para outro local que o paciente deseje. Essa cirurgia vem tornando-se bastante comum, pois traz dois resultados em um único procedimento. Embora deva-se ter em mente que grande parte dessa gordura será reabsorvida, cerca de 10 a 50%, ao final do processo, ainda temos um corpo bem definido e com uma silhueta mais harmônica.

Dependendo da área e do volume a ser retirado pode-se utilizar anestesia local, local com sedação, peridural ou geral. Primeiro marca-se a pele para identificar o local da cirurgia, depois são feitos pequenos orifícios onde serão introduzidas as cânulas. Em seguida injeta-se uma solução fisiológica com adrenalina para amolecer e facilitar a saída da gordura, além de reduzir o sangramento. A gordura é então eliminada e separada do sangue através da técnica de centrifugação de líquidos. E por fim a gordura é reintroduzida em um novo local conforme a escolha do médico e paciente. Ao todo a cirurgia pode variar entre uma a cinco horas a depender do volume retirado.

No pós-operatório é comum sentir dores e apresentar hematomas e edemas por até 21 dias. O paciente deve-se manter em repouso por 5 a 10 dias e pode voltar as suas atividades em uma semana. Deve-se utilizar uma cinta elástica por um dois meses e drenagem linfática precoce para reduzir o inchaço e acelerar a recuperação. Orienta-se não fazer muito esforço, mas manter-se em movimento para evitar complicações como coágulos ou trombose, porém exercícios físicos são liberados apenas após um ou dois meses.

Um dos locais em que mulheres e homens mais realizam a lipoescultura é nos glúteos retirando, geralmente, a gordura da área da cintura. O enxerto no glúteo funciona perfeitamente dando um aspecto arredondado, firme e suave aos glúteos e pode ser uma opção viável e mais natural ao silicone. Entretanto é bom lembrar que uma parte do enxerto dos glúteos, cerca de 10 a 50%, será reabsorvido nos meses seguintes e por isso o volume final não será exatamente o mesmo após a cirurgia.

O resultado final é visto no 3° mês, mas varia de acordo com o cuidado do pós-operatório. As cicatrizes resultantes dessa cirurgia são mínimas e variam de 5 a 10mm e em geral localizam-se em regiões estratégicas a fim de serem quase invisíveis, como dentro do umbigo, sob a marca do biquíni e no sulco mamário, permitindo acesso às áreas a serem tratadas.
É sempre bom lembrar que os procedimentos estéticos visam dar contorno ao corpo e torná-lo mais bonito, mas não são responsáveis pelo emagrecimento. Por isso manter uma rotina saudável antes e depois do processo cirúrgico é o que realmente faz diferença nos resultados.

Gostou de saber mais sobre a lipoescultura? Então comente sobre o procedimento ou envie seus questionamentos.

Fazer Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp chat